Fone
Revista
EDIÇÃO 109 – JULHO 2013

Exercite o diálogo com
o seu cliente

Apesar da percepção aparente ser negativa, podemos atestar que o atendimento ao consumidor no Brasil vem apresentando uma evolução satisfatória. Mas, via de regra, empresas não nascem nem são “desenhadas” para atender o cliente. Elas são “desenhadas” para vender produtos e serviços. O atendimento ao cliente é visto como “custo”. “A cultura geral das organizações não prevê um responsável pelo cliente. O que falta para as empresas mudarem, aprimorarem e melhorarem o atendimento? De acordo com Jacques Meir, especialista em gestão de marcas, uma mudança cultural que encare o cliente como ativo e não como custo. “O principal ativo de uma empresa, seu patrimônio renovável e o que atribui valor à sua marca é o consumidor.”

Outras Edições